slide1
 

Causos de Terreiro

Conheça histórias comoventes em nossos terreiros

Escola de Curimba

Escola de Curimba. Conheça!

Calendário de Giras em 2016

Conheça Calendário 2016 da Tenda

ATENÇÃO!


Mês: Novembro
Dia - Evento
05 - Sessão de Apometria e Finados
12 - Corrente de Caboclos e Gira de Pretos velhos
19 - Homenagem aos Malandros
26 - Gira de Exú

Jornal da Tenda

 

 

 

 

Quem está On Line

Temos 11 visitantes e Nenhum membro online

Vídeo em Destaque

Palestra realizada na Tenda, antes

da Gira de Exú, dia 21/09, com o tema:

Planeta Terra - De mundo de Expiação

à Regeneração

Botões Sociais

 

Tenda Pai João de Minas - Ajudar para ser ajudado...

Muitas informações virão sob a forma de upgrade mental, ou seja, a informação será depositada na mente, daí a necessidade de meditarmos. A umbanda está mudando e só quem conseguir quebrar seus paradigmas internos conseguirá beber na fonte  de conhecimento (e autoconhecimento) que ela traz para a Era de Aquário. 

Leia mais:Bem Vindo 2016!

A todos que acompanham e participam de nosso trabalho, apresento o calendário de 2016

Espero que nossos Orixás, Mentores e Guias possam nos dar forças para realizarmos nossos propósitos.

 Ana de Oxumaré

"O mal não é uma necessidade fatal para ninguém, e não parece irresistível senão àqueles que a ele se abandonam com satisfação. Se temos a vontade de fazê-lo, podemos também a de fazer o bem..." —O Evangelho segundo o Espiritismo - Allan Kardec


A este respeito, diz o dr. Di Bernardi: "Cartazes acusando: "Aborto é crime!" só teriam valor se fossem lidos, exclusivamente, por quem ainda não tenha cometido nenhum ato desta natureza. Mas os cartazes estão lá, com finalidade preventiva, como que dizendo: "Se você não praticou o aborto, não o faça, porque é crime matar bebês não nascidos!"

Mas... e a quem já tenha abortado? O que dizer àquelas que já estão nas malhas do remorso, curtindo sufocante sentimento de culpa? O que dizer às parteiras e médicos aborteiros? O que dizer a quem tenha propiciado a interrupção de uma gravidez ou tenha induzido outra pessoa ao aborto? Estas, ao esbarrar em tais cartazes, têm seus sofrimentos muito mais agravados.

Há religiões e movimentos que infundem culpa em quem, por ignorância ou necessidade, tenha expulsado algum filho das entranhas. Estas religiões e estes movimentos devem ser arquivados nas empoeiradas prisões medievais, junto a outros instrumentos de tortura. Não vamos repetir erros passados. Esclarecimento associado a consolo carinhoso devem fazer parte do conteúdo de qualquer doutrina contrária ao aborto.

É preciso apresentar soluções — e não cobrança.

Leia mais:A quem já abortou

Convido a todos a participarem de uma análise sobre os rumos de nossa Umbanda, pelos caminhos percorridos e de quanto ainda temos a percorrer.

 Médium é Cavalo?

Excluindo o contexto pejorativo, vamos iniciar nossa análise pela questão cultural de chamarmos os médiuns de cavalos.

O cavalo é um animal irracional que é domesticado pelo homem para servi-lo, no apoio às suas funções domésticas/esportivas. Uma vez adestrado, ele torna-se dócil e servil ao seu dono – bem como um médium quando bem orientado, segue os conselhos de seus mestres, de forma a tornar-se dócil.

 

Médium é Aparelho?

Outro contexto muito utilizado pelos nossos irmãos espíritas é chamar os médiuns de “aparelhos”. Se levarmos ao pé da letra a palavra aparelho, entenderemos que é uma ferramenta e que requer um certo conhecimento para ser utilizada, mas ainda é uma ferramenta.

Leia mais:Os caminhos da Umbanda